Translate

sexta-feira, 23 de junho de 2017





NÃO ENTENDO,
SABE-SE OU NÃO SEI.

A minha cabeça tem doido fora do normal.
Enxaqueca, preocupações, problemas quem sabe?
Eu! Eu que tenho que saber as razões dos meus ais.
O que me aflige: Meu coração!
O que tem maltratado a minha vida?
Eu! Eu de novo!

Sim você!  A tua consciência te culpa e te desculpa.
Ações impensadas causam dores profundas.
Se não avalias o que fazes; padeces.
Sim você! É o senhor dos risos e das lágrimas,
Da tristeza e da felicidade própria.

Não culpe Deus e o destino por seus erros.
Quando a cabeça não pensa é o corpo que padece,
Por isso ela dói e vai doer sempre.
Toda vez que der um passo errado a dor virá,
A vida é cruel ela te cobrará o por  teus erros presente e do passado.

Francisco Gouveia

quinta-feira, 22 de junho de 2017




Reflexões


Não conheço nenhuma pessoa
que tenha sido transformada
pela verdade de uma afirmação científica.
Conheço muitas, entretanto,
que foram seduzidas pela beleza de uma imagem poética.
A verdade cientifica fica guardada na cabeça.
Mas as beleza faz amor com o corpo.



Não me prometas.

Não prometa me amar.
Sentimentos não podem ser prometidos.
porque não dependem da sua vontade.
Sua existência é efêmera.
Como o voo dos pássaros....




Recuperar meu tempo.

Felicidade é, sempre,
recuperar aquilo que se perdeu.
Quero recuperar este mundo maravilhoso
que me escapa como água entre os dedos.

sexta-feira, 16 de junho de 2017





DEUS: UM CRIADOR
ORGANIZADO!

Por acaso você conhece os mistérios de Deus? È capaz de compreender o Todo Poderoso na sua pureza e perfeição?...Deus é maior do que a Terra e mais vasto que o mar. Jó 11: 7, 8  e 9.


Como supremo Soberano Criador do Universo, Deus ordenou leis para o governo não só de todos os  seres vivos, mas de todas as operações da natureza. Todas as coisas,  quer grandes quer pequenas, animadas ou inanimadas, acham-se  sujeitas a leis fixas, que não podem ser desrespeitadas. Deus criou a perfeição e não o caos.

 Não há  exceções a essa regra; pois coisa alguma feita pela mão divina, foi  esquecida pela mente divina. Mas se bem que tudo na natureza  seja governado pela lei natural, apenas o ser humano, como ser  inteligente, capaz de compreender suas reivindicações, e responsável  a lei moral.
Ao ser humano unicamente, a coroa de Sua criação, deu  Deus uma consciência, para reconhecer as sagradas reivindicações  da lei divina, e deu-lhe um coração capaz de ama-la como santa,  justa e boa que e; e do ser humano e requerida pronta e perfeita  obediência. Mas Deus não o obriga a obedecer; deixa-o como livre agente moral.


Poucos, apenas, compreendem o assunto da responsabilidade pessoal do ser humano; e, no entanto e questão de maior importância.
Podemos cada qual, obedecer e viver, ou podemos transgredir a lei  de Deus, desafiar-Lhe a autoridade, e receber a punição devida. Vem, pois, a toda pessoa, com força, a questão: Deverei obedecer a voz do céu, aos dez mandamentos proferidos do Sinai, ou seguirei a multidão que despreza essa lei eterna?

 Aos que amam a Deus será  o mais alto deleite obedecer a Seus mandamentos, e fazer as coisas  que Lhe agradam. Mas o coração natural aborrece a lei de Deus,  e guerreia contra suas santas reivindicações. As pessoas cerram o  coração a luz divina, recusando-se a andar nela, ao brilhar sobre elas.  Sacrificam a pureza de coração, o favor de Deus e sua esperança do  céu, pela egoísta satisfação do ganho profano.
Diz o salmista: “A lei do Senhor e perfeita”. Salmos 19:7.

Quão  maravilhosa em sua simplicidade, sua amplidão e perfeição, e a lei de Jeová! E tão breve que facilmente podemos decorar cada  um de seus preceitos, mas tão vasta que exprime toda a vontade  de Deus, e toma conhecimento, não só das ações exteriores, mas  dos ensinamentos e intenções, dos desejos e emoções do coração.
Não podem fazer isso as leis humanas. Só podem tratar das ações exteriores.
Pode alguém ser transgressor e, no entanto esconder dos olhos humanos os seus maus atos; pode ele ser criminoso, ladrão assassino ou adúltero, mas enquanto não for descoberto, não o  pode a lei condenar como culpado.

A lei de Deus denuncia o ciúme,  a inveja, o ódio, a malignidade, a vingança, a concupiscência e a ambição que brotam no coração, mas não encontraram expressão em  ato exterior, porque faltou ocasião, e não vontade. E essas emoções  pecaminosas serão tomadas em conta no dia em que “Deus há de  trazer a juízo todas as obras, ate as que estão escondidas, quer sejam  boas, quer sejam mas”. Eclesiastes 2: 14.

Obediência traz felicidade — A lei de Deus e simples e fácil  de se compreender. Ha pessoas que se gabam orgulhosamente de só crer naquilo que compreendem esquecidos de que ha mistérios na vida humana e na manifestação do poder de Deus nas obras da  natureza mistérios que a mais profunda filosofia, as mais extensas  pesquisas, são incapazes de explicar. Mas não existe mistério na lei de Deus.

Todos podem compreender as grandes verdades que  ela encerra. A mente mais fraca pode aprender essas regras; o mais  ignorante pode reger a vida, e formar o caráter, de acordo com a  norma divina. Se os filhos dos homens, segundo o melhor de sua  habilidade, obedecessem a essa lei, adquiririam forca mental e poder  de discernimento para compreender ainda mais dos propósitos e  planos de Deus. E esse progresso seria continuo, não apenas durante  a vida presente, mas através dos séculos eternos; pois, por muito que  avancemos no conhecimento da sabedoria e poder de Deus, sempre  há um infinito alem.

A lei divina requer que amemos a Deus supremamente e ao  nosso próximo como a nos mesmos. Sem o exercício desse amor, a mais alta profissão de Fe e mera hipocrisia. E necessária a obediência a lei, não só para nossa salvação, mas  para a felicidade nossa e de todos aqueles com quem nos relacionamos.
“Muita paz tem os que amam a Tua lei, e para eles não há  tropeço” (Salmos 119:165), diz a Palavra inspirada. Todavia homens  finitos apresentam ao povo essa lei santa, justa e boa, essa lei da liberdade, que o próprio Criador adaptou as necessidades humanas,  como um jugo de servidão, jugo que pessoa alguma e capaz de suportar.
E, porem, o pecador que considera a lei como jugo penoso;
e o transgressor que não vê beleza em seus preceitos. Pois a mente carnal “não e sujeita a lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser”.
Romanos 8: 7
Muito além dos “nãos” Vivemos numa época de grande  impiedade. Multidões se acham escravizadas por costumes pecaminosos
e hábitos maus, e os grilhões que as prendem são difíceis de   romper. A iniquidade, qual inundação, cobre a Terra. Crimes quase  terríveis demais para serem mencionados, são de ocorrência diária. E até aqueles que professam serem vigias nos muros de Sião nos ensinam que a lei se destinava aos judeus tão somente, e tornou-se ultrapassada com os gloriosos privilégios que introduziram a dispensação evangélica.

Não haverá uma relação entre a dominante ilegalidade e  crime, e o fato de que pastores e povo mantém e ensinam que a lei  já não esta em vigência?

O poder de condenação da lei de Deus estende-se não só as coisas que praticamos, mas as coisas que deixamos de praticar.  Não nos devemos justificar ao omitirmos a pratica das coisas que  Deus requer. Devemos não só cessar de fazer o mal, mas também  aprender a fazer o bem. Concedeu-nos Deus faculdades que devem  ser exercitadas em boas obras; e se essas faculdades não forem postas  em uso, abertamente seremos considerados servos maus e negligentes.

Podemos não ter cometido pecados graves; essas ofensas podem não estar registradas contra nos no livro de Deus; mas o fato de  que nossos atos não estão registrados como puros, bons, elevados  e nobres, demonstrando que não usamos os talentos que nos foram confiados, isso nos coloca sob condenação.

A lei de Deus existiu antes de ter sido criado o ser humano.
Adaptava- se as condições de seres santos; mesmo os anjos eram por ela governados. Depois da queda, não foram alterados os princípios de justiça. Coisa alguma foi tirada da lei; nem um único de seus santos preceitos era susceptível de ser aperfeiçoado. E como existiu  desde o principio, assim continuara a existir através dos séculos eternos.
“Acerca dos Teus testemunhos”, diz o salmista, “soube, desde a antiguidade, que Tu os fundaste para sempre”. Salmos 119:152.


LEIA A BÍBLIA

APRENDA MAIS  

ORE SEMPRE

quinta-feira, 15 de junho de 2017





O DOM DA VIDA

E NO PRINCÍPIO Deus criou os céus e a terra.
                    Gênesis 1: 1



Deus é o Criador de todas as coisas, tudo que existe no Universo e na Natureza é criação de Deus. O Todo Poderoso criou a Terra e o homem. No Reino celestial o Criador criou os anjos, as criaturas celestes.
Mas, foi ao Homem que Deus deu também o poder de gerar criaturas iguais a si, se reproduzir, como também a fauna terrestre e marinha e a flora. Um poder que as criaturas celestiais não possuem. Gênesis 1: 26 aos 31, Gênesis 1: 22, 28.
Os anjos revoltosos sob o comando de Lúcifer tentaram criar uma raça híbrida aqui na terra cruzando com a descendência de Adão, mas foram destruídos no Dilúvio Global, por ser uma nova raça maléfica e contrária A VONTADE do Criador. Gênesis 3: 1 aos 24  -  Judas 6 – Gênesis 6: 1 ao 8
NO dilúvio os Anjos se se desmaterializaram e novamente, tornaram invisíveis e voltaram ao Reino Celestial, quanto aos seus filhos híbridos não tiveram a mesma sorte e morreram afogados no dilúvio. Somente Noé e sua família salvaram-se do castigo divino, causado pela rebelião pecaminosa dos anjos.
O dom da vida é o dom mais sagrado que Deus deu ao homem. Junto com este dom Deus deu também o livre-arbítrio para ter uma vida prazerosa baseada no amor e felicidade junto ao próximo que seria toda a sua família terrestre. Jó 33: 4 – João 11: 25
Mas o pecado entrou na vida do ser humano, induzido por Lúcifer, conhecido agora por Satanás, porque se opôs ao Criador trouxe para si legiões de anjos que também se tornaram inimigos do Criador. Gênesis 3: 4
Agora são inimigos de Deus e inimigos do homem, na volta de Cristo ao céu após seu sacrifício, Satanás e seus anjos demoníacos foram expulsos do Reino Celestial, e  hoje vivem aqui na terra. Não possuem mais o poder de materializar-se e tornarem-se criaturas visíveis, mas mesmo assim influenciam os seres humanos e toda a sociedade humana a praticarem atos contra o Criador e seu filho Unigênito, o Senhor Jesus Cristo.  1º Timóteo 4: 1 aos 10
Satanás e seus anjos demoníacos praticam atos de violência contra a vida humana. Influenciam toda sorte de erro que contrariam o cumprimento correto da Lei de Deus, contra toda a criação de Deus neste planeta. Semeia a morte e a destruição e causa o caos em toda a sociedade humana, se fazem passar por Deus, por Cristo na religião e na política e engana a humanidade pelo materialismo, pela ganância, egoísmo, causam guerras e destruições pela má influência que tem sobre os homens. Tiago 4: 4 – 1º Pedro 5: 8
Não tem mais poder de criar vidas então trabalham dia e noite para destruir as que existem. Não podem tocar nos seres humanos mais criaram formulas usando as causas da degeneração do caráter que o pecado trouxe ao homem:
“covardia espiritual, infidelidade ao criador, os corruptos, os assassinos os que cometem imoralidades sexuais, feitiçaria, espiritismo, os adoradores de ídolos e todos os mentirosos”. E ainda mais: “ Sabemos que as leis são boas, quando utilizadas de acordo com a intenção divina; mas não foram feitas para nós, a quem Deus salvou; são para pecadores que odeiam a Deus, que têm o coração rebelde, que praguejam e blasfemam, que matam os seus pais e as suas mães e cometem homicídios, para os que praticam imoralidade sexual e os homossexuais, para os raptores, os mentirosos e todos os outros que fazem coisas que se opõem ao verdadeiro ensinamento. Esse verdadeiro ensinamento é o Evangelho glorioso do nosso Bendito Deus, de que eu sou mensageiro”.
1º Timóteo 1: 9 aos 11 e Apocalipse  22: 8
Todos os pecados acima citados diretos ou diretamente são contra a vida, contra a existência humana e desrespeito mútuo e ao seu Criador e a sua Lei de amor para a vida humana.  Pois Ele sabe o que é melhor para nós, pois ele nos criou.
O Senhor Jesus Cristo, no Livro Revelações do Apocalipse, o último livro das Escrituras Sagradas, diz ao Apostolo João que recebeu as revelações  o seguinte: “Não esconda o que você escreveu, porque o tempo do cumprimento está próximo. E quando chegar aquele tempo, todos os que praticam o mal o praticarão cada vez mais; aquele que é imundo se tornará cada vez mais depravado; os homens de bem continuarão a praticar o bem, aqueles que são santos prosseguirão a santificar-se”.  Apocalipse 22: 10 e 11.
Todos nós seremos julgados segundo as nossas obras em vida, não existem vidas anteriores ou posteriores, este é um ensinamento de espiritismo coisa do diabo, pois imaginam eles falar com seus filhos mortos durante o Dilúvio e lançou esta crendice entre os humanos.
Só existe uma vida e é esta que vivemos agora, e por nossos atos durante ela que seremos julgados. As Escrituras Sagradas deixam bem claro em Apocalipse 20: 10 aos 15: “ E vi...Então o diabo que tinha enganado (as nações) foi jogado dentro do lago de fogo que queima como enxofre... Eu vi um grande trono branco e aquele que estava assentado nele, de cuja presença fugiram o céu e a terra e o céu, mas não encontraram lugar para se esconder. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e foram abertos os livros, incluindo o livro da vida. E os mortos foram julgados de acordo com as coisas escritas no livro, cada um de acordo com as obras que tinham praticado. O mar entregou os corpos sepultados neles; e a Terra e o Hades. Cada um  foi julgado de acordo com sua obras. E a morte e o Hades foram jogados no lago de fogo. Esta é a segunda morte – o lago de fogo. E se o nome de alguém não estava registrado no Livro da Vida, será lançado no lago de fogo.  Apocalipse 20: 10 aos 15.



**(Quero deixar registrado aqui, que Lago de Fogo citado nas Escrituras significa destruição eterna e não um lugar de sofrimento eterno). Deus é amor, perdão e justiça para aqueles que aceitam Cristo como Salvador e não um carrasco que infringe pena para os pecadores impenitentes e aliados do diabo com sofrimentos eternos.  1º João 4: 8.




LEIA  A BÍBLIA
APRENDA MAIS
ORE SEM CESSAR
PRATIQUE O BEM





segunda-feira, 12 de junho de 2017





O DIA DE QUEM NAMORA
FELIZ.


Ela diz que namora comigo, e eu com ela.
À moda antiga se esfregamos tanto,
que estamos fazendo calo no umbigo.
Sexo nada! Só depois do casamento...
Da avó dela.

A velha já tem setenta anos é viúva e quer se casar.
A neta só casa  ou faz sexo depois que avó estiver casada.
A neta já tem quarenta e cinco anos e  eu um desejo danado de levá-la para cama. Mas...

Beijar beijamos muito já estamos de boca torta,
Abraço, beijo e esfrega. Abraço, beijo e esfrega.
Calo! é só isso, eu desejo e me calo.
A vovó sonhado  com um príncipe encantado,
a pé ou montado.

Ontem a velha me chamou e disse: Quero casar!
Respondi eu também! Eu disse me coloca no testamento?
Vovó perguntou: Casa comigo? Respondi: Caso.
Moral. Casei com quem não queria, mas fiquei com a herança
que queria.

A minha namorada? A neta?
Agora também é minha neta e está passando pomada no umbigo.
Logo sara. Depois começamos novamente.
A vovó dorme muito durante o dia.

Francisco Gouveia

sexta-feira, 9 de junho de 2017






JUSTO VIVERÁ
PELA FÉ
“Eis o soberbo! Sua alma não é reta nele; mas o justo viverá pela fé”.
                                Habacuque 2: 4

O profeta Habacuque, vários séculos antes de Cristo, anunciou a verdade essencial do evangelho, a justificação pela fé. As obras constrói uma base falsa  de salvação, a confiança nela trai a si mesmo e não pode ser aceita por Deus, pois não existe uma relação sincera com Ele, uma relação de confiança que Deus realmente pode perdoar e salvar através do sacrifício de Cristo ou como era na Lei de Moisés o sangue de animais não salvava ou fazia ser perdoado, a não ser que tivesse a verdadeira fé no sacrifício apresentado ao Criador e confiança no ato, e se sentisse livre da culpa.
Assim como é hoje na Nova Aliança, a salvação hoje depende de aceitar ou não Jesus Cristo como o único e derradeiro sacrifício por todos os nossos pecados e do mundo inteiro. Mantendo uma fé inabalável no ato de Nosso Senhor e Redentor. João 3: 16
O justo é aquele que busca o Senhor, vive pela fé e constrói uma relação de obediência e amor com o Pai e o Filho de Deus. Sem construir bases falsas de adoração usando apenas a Palavra de Deus como instrumento de sua adoração e conduta sem ouvir as vozes do ego ou do mundo condenado pelo pecado.
O justo reconhece suas falhas, suas injustiças pessoais e se agarra a justiça divina. Buscar a justificação pela fé, não é uma questão de justiça própria, mas a justiça de Jesus, o Justo, atribuída ao injusto que crê. Jamais poderíamos ser justificados pelas obras da lei, pois não há um justo sequer. Todos nós pecamos e estamos destituídos da glória de Deus. As nossas justiças aos olhos de Deus não passam de trapos de imundície aos olhos de Deus. Portanto a justificação é pela fé e só pela fé.
A fé apropriadamente não é a causa do mérito da santificação, mas sim o instrumento que nos habilita de sua apropriação, assim como o documento de habilitação de conduzir automóveis dá o consentimento para dirigir.
Assim não somos declarados justos por causa da fé, mas mediante a prática da fé. “ A fé sem obras está morta em si mesma”. Tiago 2: 17 aos 21. O Senhor Jesus Cristo, Nosso Redentor, morreu pelos nossos pecados, pagando a nossa dívida, somos justificados pelo ato Dele, ao cremos nele, estamos quites com a Lei de Deus e, agora não pesa sobre nós mais nenhuma condenação devido a obra de sacrifício de Cristo.
Jesus Cristo disse: “... se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará.” Mateus 17: 20.
Sim, a fé remove montanhas e muda circunstâncias. A Fé transforma pessoas. A questão não é uma grande fé, mas a confiança em Deus. Deus Onipotente continua o mesmo Deus, Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e sempre. Jesus disse que se a nossa fé for do tamanho de um grão de mostarda, poderemos ver coisas impossíveis. Na nossa vida há coisas que são verdadeiros montes intransponíveis  em nosso caminho, mas a fé nos ajuda ver esses montes  para serem removidos ou transplantados de nossa frente. Para Deus tudo é possível quando exercitamos a nossa fé.
A fé é a confiança plena de que Deus é fiel para cumprir o que  prometeu. A fé é a certeza de que Deus nunca nega a si mesmo nem deixa cair por terra sequer uma de suas palavras.
A fé vive de promessas, as promessas do Deus que não pode mentir!
“O que é a fè”? “Pergunta o Apóstolo “Paulo, e ele responde:” Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem ”. Hebreus 11: 1  [OU seja, expectativa certa de coisas não vista.]
O Capítulo 11 de Hebreus relata uma multidão de testemunhas que deram testemunho de sua fé desde o início do mundo. Pessoas comuns que venceram até reinos, praticam a justiça, alcançaram promessas e fecharam até boca de leões. Passaram por dificuldades, apedrejados, serrados, queimados, tentados mortos pela espada, na cruz, torturados, desamparados, aflitos e maltratados. Mas o mundo não foi digno deles.
“E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa. Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados”. Hebreus 11: 39 e 40
Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixamos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta. Olhando para Jesus, o autor e consumador da nossa fé... Hebreus 12: 1 e 2



LEIA A BÍBLIA
APRENDA MAIS

ORE FALE COM SEU SALVADOR

quarta-feira, 7 de junho de 2017





Desvendando mistérios
Todas essas coisas que, segundo a visão acontecer daqui ara frente, são como um livro selado, que ninguém consegue compreender. Se vocês derem o livro a alguém que sabe ler, ele dirá “Não consigo ler, está selado”. Se você pedir a outro que leia o livro, ele responderá: ”não sei ler”.              
                           Isaias 29: 11 e 12

Por muitos séculos, muitas profecias bíblicas pareciam ser obscuras e sem entendimento. Muitos chegaram a dizer que era um livro sem sentido ou o ajuntamento de profecias e ensinamentos para débeis e escritas por loucos fanáticos ignorantes.
Apenas judeus em sua maioria tinham respeito pelos escritos sagrados e até hoje uma grande massa de humanos não creem neles.
Mas, como aquilo que Deus faz, ( já que quase todas as Escrituras são inspiradas por Deus, com exceção dos Dez Mandamentos que Ele mesmo escreveu com o próprio dedo), nada se perde. As Escrituras tomaram corpo e as profecias que pareciam sem sentido tem se cumprido assustadoramente. Assim como foi dito ao profeta Daniel: ”Somente haverá entendimento pleno quando chegar o fim dos tempos”. Daniel 12: 8 ao 12
Então chegamos ao fim dos tempos de acordo com as profecias do Senhor Jesus Cristo. Precisamos de um testemunho maior, de uma prova maior de cumprimento de profecias, a predita vinda do Messias, seu ministério, seu sacrifício e suas predições proféticas sobre o nosso tempo e sobre a destruição de Jerusalém predita por Cristo antes de sua morte?  Isaías 11: 1 ao 9 – Daniel 2: 44 – Daniel 9: 24 ao 26 – Mateus 24: 1 ao 51
Não precisamos! A Palavra de Deus dá o seu próprio testemunho.
Além do testemunho bíblico temos a história  secular onde muitos escritores do primeiro século foram testemunhas oculares, entre eles: Flavio Josef, escritor judeu naturalizado romano reconhecido mundialmente entre outros como um grande historiador do primeiro século.
As profecias bíblicas estão abertas para humanidade e interpretadas e seus símbolos desvendados, e através do Espírito Santo temos sua fiel interpretação. Vejamos o significado de algumas destas simbologias:
Mulher = A Igreja
Mulher vestida de branco = Igreja pura, imaculada.    -  Abismo = Terra em caos
Mulher corrupta, impura = Igreja Apóstata.     – Anjo = Mensageiro
Águas  = Povos, nações  -  Asas = velocidade
Azeite = Espírito Santo  -  Babilônia  = Apostasia, confusão religiosa
Besta  =  Reino, governo, poder   -   Branco   =  Pureza
Ceifa  = fim do mundo   -  Comer livro  = assimilar mensagem
Chifre  = Poder, força,  rei, reino  -  Cabeças  = dirigentes, governantes, poderes maiores
Cordeiro  = Jesus, sacrifício  - Copo ( cálice) Juízos, sofrimentos
Dia do Senhor  = Sábado  -  Dia  = ano
Dragão  = Satanás    -   Falso Profeta  =   Cristianismo Apostado
Mulher pura  =  Igreja verdadeira  - 
Através da simbologia bíblica pode nos aprofundar nos mistérios divinos para nosso tempo e discernir que chegamos ao ápice do plano divino e em breve o Senhor Jesus estará voltando e culminando com o plano de salvação da humanidade e eliminando de uma vez por todas a rebelião satânica e os seus resultados maléficos que procuram destruir toda a humanidade, através da morte, desobediência ao Criador, egoísmo, ganância etc.
Através destas profecias apocalípticas aprendemos também como nos achegar ao Criador através de Jesus Cristo e buscarmos a nossa salvação pela urgência dos acontecimentos reais que agora se desenrolam diante de nossos olhos e não podem ser ignorados.
O mundo está passando, passando rápido demais e os que estão perdidos fazendo o desejo do mundo não perceberão a volta de Cristo, assim como foi no passado quando o Dilúvio global chegou no tempo de Noé e apenas  oito almas se salvaram, até animais tiveram mais sorte que os seres humanos da época. E agora não será diferente.
O pecado fez o homem ser mais amante dos prazeres do mundo e da carne do que de Deus.
Todo esforço de Cristo e de seu Pai para alguns foi em vão por serem participes do pecado e ouvintes de Satanás. E não buscam a salvação da alma e estando condenada a destruição eterna...
Mas aqueles que guardam seus mandamentos e aguardam a volta Majestosa de Cristo, trilhando pelo caminho que Ele ensina para alcançar a salvação receberão as mais ricas bênçãos deste universo que uma criatura pode receber a volta ao Paraíso de Deus e a vida eterna na presença do Criador.
Deus nos dê força, fé e vigor  para alcançar suas dádivas divinas em nome do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

Textos Bíblicos usados:
Anjo = Mensageiro  Apocalipse 14: 6 – Daniel 8: 16 – Lucas 1: 19 – Hebreus 1: 14.
Águas = Povos, nações  Apocalipse 17: 15
Azeite ( óleo) = Espírito Santo  Apocalipse 6: 6 – Zacarias 4: 2 ao 6 – Apocalipse 4:5.
Besta = reinos, governo, poder – Apocalipse 13 – Daniel 7: 23
Branco = Pureza  - Apocalipse 6: 2; 7: 9  - Salmo 51: 7
Ceifa = Fim do Mundo  - Apocalipse 14; 14 e 15 – Mateus 13: 39 Cabeças = Dirigentes, governantes, poderes maiores Apocalipse 17: 3 e 10 – Daniel 7: 6 ** Entre outros textos.

LEIA A BÍBLIA
APRENDA MAIS

ORE FALE COM O SEU CRIADOR



segunda-feira, 5 de junho de 2017





Temor E TREMOR
“Todo o povo que estava no arraial se estremeceu..”. Êxodo 19: 16

O Todo Poderoso Nosso Criador e Deus, quando falou no Sinai, o povo de Israel foram tomados de tremor e temor ouvindo a voz de Deus.
Manifestação da glória divina presente nos fenômenos da natureza ( trovão, raios e uma espessa nuvem escura) produziu um impacto emocional e espiritual imediato no coração daquela gente.
Êxodo Capítulos  19: - 20: e 21
E hoje qual é a postura emocional que se manifesta em nossas vidas quando entramos na presença do Criador em nossas igrejas, nas nossas orações e em nossas condutas de adoração? Será que ainda precisamos de raios e trovões caindo sobre nossas cabeças, para avisar-nos que estamos na presença ou buscando a presença do Criador.
Deus e  Jesus Cristo continuam falando através das Escrituras Sagradas a todo instante, se a Bíblia estiver com suas páginas abertas, eles falam conosco, orientam para o caminho da salvação até que Jesus Cristo volte e ainda temos a ajuda do Espírito Santo para cada segundo da nossa vida, por enquanto.
Sem temor e tremor não há respeito ao Pai Eterno Criador. Na presença de Deus eterno a criação treme, os anjos e os demônios tremem, os reis e poderosos tremem, e a Igreja de Cristo precisa e deve tremer.
Que tenha misericórdia e piedade de nós! Que o Espírito Santo de Deus atue fortemente e nos faça cair de joelhos em verdadeira adoração com tremor e tremor sempre que ouvirmos a suas palavras em santa convocação em seus cultos verdadeiros e santo.
Que o som da buzina e da trombeta nos convocando à sua presença augusta e santa encha nossos corações de alegria e felicidade com temor e tremor por estar em sua presença sempre.
Vivemos nos últimos, os dias são passageiros e são maus. O mundo está oferecendo distrações e ocupações como nunca em todos os tempos, distanciado as pessoas da fé em Cristo, distorcendo a maneira de adorarmos ao Criador.
Apesar das igrejas aumentarem fantasticamente, seitas e religiões se alastra como nunca, mas cada uma com sua “verdade” que contrapõe a verdade da Palavra de Deus, um ardil satânico dos últimos dias. Que causam frieza na fé e desrespeito a Verdade da Palavra de Deus.
Afastando o homem  do Criador, tirando o respeito e a reverência nos cultos sagrados ao Senhor da Criação. Muitas igrejas hoje se tornaram antros demoníacos, de música, cultura mundana e de adoração de demônios e casas de negócios escusos visando renda financeira, sob a fachada de igreja de cristo. Não respeitam mais que os criou. Nem o quem os salvou a com própria vida.
Frequentar uma igreja, ser adepto de uma religião, não salva ninguém.
Existe algumas regras básicas nas Escrituras Sagradas, entre elas estão aquelas  que Cristo deixou para seus discípulos nos Evangelhos.
A primeira está em Mateus 7: 21 ao 23: “Nem todos aqueles que me disserem: Senhor! Senhor não entrará no Reino do Céus se não fizer a vontade de meu Pai que está nos céus”.  A vontade do Criador é que todos obedeçam a sua Lei escrita por sua própria mão: Os Dez Mandamentos. Mateus 19: 16 ao 22 – Êxodo 20:
Uma segunda regra deixada por Cristo é: “Todos vos sois meus amigos, se fizerem o que vos mando”. João 15: 14
Além de ser batizado e aceitá-lo como Senhor Salvador e Redentor de suas almas. Mateus 16: 16
Muitos hoje se consideram cristãos e que estão salvos aos próprios olhos cultuando ensinos de demônios, deixam  de ler e aprender o caminho correto e são surdos ao Espírito Santo de Deus terão uma surpresa desastrosa na Volta de Cristo.
O mundo passa, também os nossos desejos. Mas aquele que faz a vontade de Deus permanecerá para sempre.
1 João 2: 15 ao 17

LEIA A BÍBLIA
DESCUBRA A VERDADE
APRENDA MAIS
ORE E REVERENCIE O CRIADOR

*** LEIAM OS VERSÍCULOS BÍBLICOS***








domingo, 4 de junho de 2017




DISTÂNCIA



Como estás distante oh! Minha amada.
Qual será a estrada que me leva até ti.?
Ou será um caminho ladeado de flores com o teu perfume?
Ou com a cor do teu batom e do teu o olhar o lume?

Como estás distante oh! Minha amada.
Será que terei que ir as estrelas para te encontrar?
Visitar outro planeta ou ir ao fundo do mar?
Ou dormir e contigo  sonhar?

Como estás distante oh! Minha amada.
Ouvi rumores de muitos amores tentando me avisar.
- Olhe para dentro do seu próprio coração
É dentro dele que escondida ela está.

- Com toda certeza ela te apontará o caminho,
Onde ela lhe espera ansiosamente
Para que sempre você possa lhe amar.
Ela também te procura sem te encontrar.
                                  
  Francisco Gouveia