Translate

sábado, 31 de agosto de 2013


                                      “ FADO PARA MARIA JOAQUINA”



                     ATIRAS PEDRAS, QUE ENCONTRAS NO CAMINHO
TEU ORGULHO E TUA VAIDADE
É UMA SAIA DE RENDAS,
QUE SE DESMANCHAM AOS POUQUINHOS.

PORQUE IMAGINAS QUE A TUA BELEZA SEJA ETERNA?
CONFIAS NO FRESCOR DA PELE DE TEU ROSTO,
MAS NÃO OLHAS A CABELEIRA DE TUAS PERNAS.
TEU BUÇO PRENUNCIA UM BIGODE
COMO PODE! TER TAMANHA VAIDADE?
NÃO  APRENDESTE QUE A BELEZA SE ESVAI COM A IDADE?

QUEM ME DERA SE MUDASSES A TUA CABEÇA,
POR FAVOR ! QUE DISSE: ESQUEÇA.
SE QUISERES SE FELIZ,
VENHA APAREÇA!
DEIXE AS PEDRAS NO CAMINHO
VEM, VENHA ACALENTAR QUEM ESTÁ SOZINHO.

CHICO GOUVEIA




sexta-feira, 30 de agosto de 2013






          ...NÃO É BRINCADEIRA.

SE VOCÊ QUER BRINCAR DE AMOR,
NÃO É COMIGO,
NÃO PRECISA RESPONDER,
AO QUE LHE DIGO.

EU SEI O QUE É SOFRER,
SEI QUE TAMBÉM É CASTIGO.
VOCÊ PRECISA APRENDER,
NÃO QUERO SER SEU INIMIGO.

VOCÊ É MUITO NOVA, PARA DESVENTURA.
QUEM QUER AMAR,
NÃO SE JOGA EM AVENTURA.
OUÇA A VOZ DO TEU CORAÇÃO,
NÃO CORRA ATRÁS DE PAIXÃO.
PARA NÃO TER DESILUSÃO.

O AMOR BROTA NO PEITO COMO UMA FLOR,
VOCÊ TAMBÉM TEM O DIREITO DE AMAR,
NÃO CONFUNDA ESTE LINDO SENTIMENTO COM A PAIXÃO,
AMOR É PARA VIDA TODA,
PAIXÃO, A QUALQUER MOMENTO PODE ACABAR.

JULGUE AGORA O QUE VOCÊ QUER,
FELICIDADE OU SOFRIMENTO,
PENSE NO FUTURO, COM ELE VOCÊ NÃO PODE BRINCAR,
O BRINQUEDO DE AGORA MAIS TARDE VAI TE MACHUCAR.


                                            CHICO GOUVEIA


                            

   TEMPESTADE


LÁ FORA A CHUVA CAI, LAVANDO O CHÃO,
SÃO CHUVAS DE VERÃO,
RAIOS CORTAM O CÉU, TROVÕES.
OS GALHOS DAS ÁRVORES DANÇAM UM ESTRANHO BALLET,
O VENTO EXECUTA UMA SINFONIA QUALQUER.

A NOITE CAI COMO A CORTINA DO TEATRO,
A TEMPESTADE SE DIVIDE DOIS ATOS.
O VENTO JÁ FOI EMBORA, SOMENTE FICOU A CHUVA,
AINDA TEM UMA NUVEM QUE CHORA,
LÁ FORA PLENA ESCURIDÃO, RISCOS DE LUZ,
ATRAVESSA O CÉU, À PROCURA DE TROVÃO.

AQUI DENTRO LIVRE DA CHUVA E DO VENTO,
AINDA SÃO NOITES DE VERÃO.
MEU CORAÇÃO NO CALOR DA TEMPERATURA,
ANSEIA POR UMA AVENTURA, POR UMA PAIXÃO.

A CASA VAZIA, TRISTE SEM ALEGRIA,
VIVO DE NOSTALGIA, VIVO A SONHAR,
OUTRORA BONS TEMPOS QUE PUDE AMAR.
HOJE OLHO PELA VIDRAÇA,
ENQUANTO A CHUVA NÃO PASSA,
ESPERANDO A FELICIDADE CHEGAR.


                             CHICO GOUVEIA


quinta-feira, 29 de agosto de 2013


 NÃO VALE A PENA


NÃO SEI SE VALE A PENA CHORAR,
NÃO SEI SE VALE A PENA SOFRER,
TUDO QUE EU PODIA EU FIZ,
NÃO PUDE TE SEGURAR.

MEU DINHEIRO ERA POUCO,
TODO LUXO NÃO PUDE TE DAR,
TRABALHEI COMO UM LOUCO,
MAS DEI TODO AMOR QUE PODIAS SONHAR.

ACABEI FICANDO SOZINHO,
SOZINHO COMO MEU CORAÇÃO ESTÁ,
AGORA RECOLHO NO CAMINHO,
AS LÁGRIMAS DOS MEUS OLHOS TEIMAM LAGRIMAR.

NÃO SEI SE VALE A PENA CHORAR,
NÃO SEI SE VALE A PENA SOFRER,
TUDO QUE EU PODIA EU FIZ,
NÃO PUDE EVITAR TUA PARTIDA.
MAS APRENDI ONDE É MEU LUGAR.

   
                                                               CHICO GOUVEIA







AGORA SOU TEU


NÃO OLHES PARA MIM,
COM ESSES OLHOS APAIXONADOS,
NADA FALES PARA MIM,
COM ESSES LÁBIOS QUERENDO SER BEIJADO.

NÃO ENCOSTE-SE EM MIM,
COM ESTE CORPO DESEJOSO DE SER AMADO,
NEM USE DE MEIGUICE NA VOZ,
PORQUE NESSE MOMENTO PARA NÓS,
E MELHOR FICARMOS CALADOS.

VOCÊ SABE MUITO BEM,
QUE NÃO PRECISA DE ARTIFÍCIOS PARA ME CONQUISTAR,
PORQUE VOCÊ JÁ ME CONQUISTOU,
ES POSSUIDORA DE TODO MEU AMOR.
É SÓ PEGAR E LEVAR... QUE EU VOU.
O QUE PEDIR NÃO VAI NEGAR.

                         CHICO GOUVEIA


                          




  AO SEU LADO




ENQUANTO ELA DORME SUAVEMENTE,
EU FICO A LHE OBSERVAR,
AQUELE CORPO LINDO QUE ME FAZ SONHAR,
LÁBIOS DOCES, FAVOS DE MEL,

AQUELAS MÃOS SUAVES,
COMO A SEDA NO MEU CORPO A DESLIZAR,
ENTRE SUAS COXAS,
UM NINHO QUE GOSTO DE ME ANINHAR.

COMO ELA SABE FAZER CARINHOS
INTERCALADO COM DOCES BEIJINHOS.
SUSSURRA NOS MEUS OUVIDOS,
PALAVRAS DE AMOR E CARINHO.

ELA SABE ME ENLOUQUECER,
DEIXAR-ME APAIXONADO,
PEDINDO PARA NÃO AMANHECER,
PARA QUE EU FIQUE SEMPRE AO SEU LADO. 



quarta-feira, 28 de agosto de 2013




O BONDE


PARTIU O BONDE...
DA PRAÇA DA ALEGRIA,
COM DESTINO PRAÇA CLÓVIS,
VIA CELSO GARCIA.

ATRAVESSA A RUA CACHOEIRA,
SUBINDO A LADEIRA  DA CATUMBI,
DESCE QUEM QUER,
SOBE QUEM QUER SUBIR.

SUBO NA VILA MARIA,
CHEGANDO AO BELÉM, FICO POR AQUI.
SEU MOTORNEIRO MEU TROCO É DINHEIRO,
O TROCADOR QUER ME ENROLAR.
NÃO É PORQUE TRABALHO NA ESTRELA,
QUE ELE COMIGO VAI BRINCAR.

PARTIU O BONDE NÃO VOLTA MAIS,
FICOU NA HISTÓRIA DO PASSADO.
NO MUSEU LÁ NO BRÁS,
POR IRONIA, ESTACIONADO.
NA AVENIDA CELSO GARCIA.

              
                                    CHICO GOUVEIA







A MINHA SÃO PAULO,
CIDADE QUE NASCI DE RUAS CALÇADAS DE PEDRAS,
FOI AQUI QUE CRESCI.

O BONDE CRUZAVA A CIDADE,
CALMO E SOSSEGADO.
BOULEVARD, EXTENSÃO DE CALÇADAS,
UMA XÍCARA DE CHÁ,
UMA CONVERSA DESPREOCUPADA.

CIDADE DE ESTILO EUROPEU,
UM DIA ABRIU OS OLHOS PARA O PROGRESSO,
E TODO ROMANTISMO... MORREU.




                                    TRISTEZA


TRISTEZA CONSTRUIU UM CASTELO,
E ME APRISIONOU,
ACORRENTOU MINHA ALEGRIA EM UM PORÃO,
ESCASSO DE LUZ, UM MAR DE ESCURIDÃO.
MEUS OLHOS NÃO ENXERGAM ALÉM DA DESILUSÃO.

A VIDA NÃO É A VIDA QUE IMAGINEI.
ESSES SONHOS, NÃO SÃO OS SONHOS QUE SONHEI,
O DESTINO ME PREGOU UMA PEÇA,
UM OBSTÁCULO NO CAMINHO, QUEM PASSA TROPEÇA.

A FELICIDADE NÃO HABITA NESTA MASMORRA,
PEÇO AJUDA, MAS NÃO TEM QUEM ME SOCORRA,
TRISTEZA É UM CARRASCO CRUEL,

QUE ALIMENTA COM A AMARGURA DO FEL.

                                                  CHICO GOUVEIA


NOSSA CAMA


NOSSA CAMA, NINHO DE AMOR,
ENVOLTO DE SEDUÇÃO.
QUANDO NOS ANINHAMOS NELA,
VIAJAMOS ALÉM DA IMAGINAÇÃO.

OS ABRAÇOS SÃO LAÇOS DO CORAÇÃO,
NOSSOS BEIJOS... ERUPÇÃO.
OS OLHARES FULMINANTES DE ETERNA PAIXÃO.

A CAMA UM COLISEUM, UMA GRANDE ARENA,
COMBATES MORTAIS,
ANIQUILAREMOS-NOS DE PRAZER,
EM GOLPES FATAIS.

NÃO POSSO RELATAR,
AS FAÇANHAS DOS GLADIO,
NAS MAIS DURAS BATALHAS,
NÃO SE DÁ GOLPE NO VAZIO.

NOSSOS CORPOS ENTRELAÇADOS,
EM BUSCA DE PRAZER,
QUE FELICIDADE TENHO...
EM AMAR VOCÊ.



CHICO GOUVEIA

terça-feira, 27 de agosto de 2013




                         PREJUÍZO


VOU PARTIR,
E NÃO VOLTO MAIS.
AQUI SÓ MEU DEU TRISTEZA,
IMAGINEI SER AMADO,
MAS ERA SIMPLESMENTE ENGANADO.

QUANDO TE CONHECI,
FUI ENVOLTO DE UMA FALSA RECEPÇÃO,
UMA BRUMA DE MAGIA.
QUE ENGANOU MEU CORAÇÃO.

FOI TÃO SOMENTE FALSIDADE,
TRAVESTIDA DE AMOR E AMIZADE,
AOS POUCOS A RELAÇÃO TRANSFORMOU-SE EM DOR,
DESCOBRI QUE SEU INTERESSE PRIMEIRO,
NÃO ERA AMOR... E SIM DINHEIRO.

NÃO TEM JEITO,
LIÇÃO PARA APRENDER TER JUÍZO,
LEVO A ROUPA NA MALA.
E NO BOLSO O PREJUÍZO.


                                                    CHICO GOUVEIA 


A CASA

    
ELA MORA NUMA CASA,
SEM CERCA, SEM POMAR.
NA CASA DELA NÃO TEM PORTAS,
PODE QUALQUER UM ENTRAR.

AS JANELAS NÃO TÊM TRANCAS,
PARA FACILITAR,
QUEM TIVER CORAGEM,
PODE PULAR.

A MESA NÃO TEM CADEIRAS,
NÃO TEM ONDE SE SENTAR,
NEM FOGÃO NEM GELADEIRA,
NEM ALIMENTO PRA COZINHAR.

SALA;  NEM TELEVISÃO TAMPOUCO SOFÁ
NO QUARTO NENHUMA CAMA,
SÓ NO CHÃO PODE-SE DEITAR.
COBERTOR! TAMBÉM NÃO HÁ.

VOU DIZER QUE MORA NESTA CASA,
MAS NÃO VÁ ESPALHAR,
QUEM MORA NESTA CASA É A SAUDADE,
MAS NINGUÉM QUER  LHE VISITAR.

                                     CHICO GOUVEIA







RUGAS

Se eu for pensar muito na vida
Morro cedo amor
Meu peito é forte
Nele eu tenho acumulado tanta dor
As rugas fizeram residência no meu rosto

Não choro
Pra ninguém me ver sofrer de desgosto
Eu que sempre soube esconder a minha mágoa
Nunca ninguém me viu com os olhos rasos d'água
Finjo-me alegre
Pro meu pranto ninguém ver
Feliz aquele que sabe sofrer

segunda-feira, 26 de agosto de 2013


                 SENSIBILIDADE


PERDI A SENSIBILIDADE,
MINHA POESIA ENDURECEU
IGUAL A PEDRA FRIA.
ONDE-SE COLOCA QUEM JÁ FALECEU.

MEU CÉU DEIXOU DE SER AZUL,
PARA MIM, O SOL NUNCA MAIS NASCEU.
A LUA NO CÉU, SEM BRILHO DESAPARECEU.

RIMAR PERDI O JEITO, NÃO CONSIGO MAIS
AS PALAVRAS PERDERAM OS SENTIDOS,
ME ENCONTRO PERDIDO,
MINHA ESTRADA AGORA É CALÇADA DE AÍS.

AS FLORES PERDERAM AS CORES,
FICARAM SEM PERFUME ,
É COMO VAGA-LUME SEM O SEU LUME,
EM NOITE DE ESCURIDÃO.

COMO SURDEZ  NOS OUVIDOS,
QUE NÃO OUVEM AS BATIDAS DO CORAÇÃO.
MEUS POEMAS SÃO DELÍRIOS PERDIDOS,
POR FALTA DE INSPIRAÇÃO.

PERDI A SENSIBILIDADE,
MINHA POESIA SE ESCONDEU,
POR ONDE ANDARÁ A MINHA INSPIRAÇÃO,
SERÁ QUE MORREU?

                                                         CHICO GOUVEIA

        SE ELA AINDA ME QUISESSE



SE ELA AINDA ME QUISESSE,
MANDAVA-ME UMA CARTA AOS TEUS CUIDADOS,
ESCRITA EM PAPEL ROSAENCHARCADA DE PERFUME,
COM LACINHOS DE BORDADO.

SE ELA AINDA ME QUISESSE,
DIRIA QUE ESTA ARREPENDIDA,
QUE EU ESTOU PERDOADO. QUE POSSO VOLTAR PARA CASA,
NÃO EXISTE MAIS RESSENTIMENTOS,
AGORA TUDO JÁ É PASSADO.

SE ELA AINDA ME QUISESSE,
MANDAVA-ME UM EMAIL OU UM TELEGRAMA FALADO,
OU COLOCAVA UM ANUNCIO EXTRAVAGANTE
NAS PÁGINAS DE CLASSIFICADOS.

SE ELA AINDA ME QUISESSE,
IRIA À DELEGACIA, RETIRAR A ACUSAÇÃO,
DE CULPA DE ADULTÉRIO, NÃO LEVARIA A SÉRIO,
O PEDIDO DE DIVÓRCIO PEDIRIA ANULAÇÃO.

SE ELA AINDA ME QUISESSE,
MANDAVA-ME UMA CARTA AOS TEUS CUIDADOS,
ESCRITA EM PAPEL ROSAENCHARCADA DE PERFUME.
COM LACINHOS DE BORDADO.


                                                                 CHICO GOUVEIA







SEJA FELIZ



QUANDO INVERNO PASSAR, A PRIMAVERA CHEGAR,
COLOQUE UM SORRISO NO ROSTO,
QUE SEJAS UMA FLOR DE SETEMBRO,
E NÃO UMA FLORIDA EM AGOSTO.
TENHAS UM SORRISO NOS LÁBIOS,
COM MUITO PRAZER DE VIVER,
SEM AMARGURA E SEM DEGOSTO.

PARA SER FELIZ, É PRECISO CAUSAR A FELICIDADE DE ALGUÉM,
UM ACENO, UM SORRISO, ABRAÇO E ATÉ.
UM CHOCOLATE É UM PRESENTE TAMBÉM.
NÃO VIVA NAS NUVENS COM AQUILO QUE NÃO PODE TER.
A FELICIDADE MORA AO LADO, SÓ FALTA VOCÊ VER.

NÃO DEIXE A PROPAGANDA ENGANOSA
QUE FAZEM DA VIDA DIRIGIR VOCÊ,
O CONSUMISMO PODE CONSUMIR VOCÊ,
NASCESTE PRA SER FELIZ, E A FELICIDADE QUER VOCÊ,
PARA SER FELIZ, TENS QUE OUTROS FELIZES TAMBEM FAZER.

                                                                                                                                
                                                                                                                                           CHICO GOUVEIA






                    ELA.


ELA PENSA QUE SOU PIANO, PASSA O DIA ME CUTUCANDO.
OU PENSA QUE SOU UM GATO, ESTÁ SEMPRE ME AFAGANDO.
NAS REFEIÇÕES TENHO QUE CORRER,
ELA VEM DE GARFO E FACA, QUERENDO ME COMER.

EU CORRO... MAS NÃO CORRO MUITO!
MINHA FOME TAMBÉM É INSACIÁVEL,
ELAS... POR ELAS,
SE ELA ME MORDE, TAMBÉM MORDO  ELA.

COM AQUELE CORPO GOSTOSO,
ELA PULA EM CIMA DE MIM, QUE PRESENTE DELICIOSO,
QUE ELA DÁ PRA MIM. PRAZER SEM FIM.
QUANDO CAI A NOITE; SONO E DEITAR.
COLOCO-A NOS MEUS BRAÇOS.
AMAR E SONHAR.


                                              CHICO GOUVEIA 

domingo, 25 de agosto de 2013


  O CAMINHO DO VENTO


NA ESTRADA PERCORRE O VENTO,
TORMENTAS E TORMENTOS.
FOLHAS SECAS A PASSEAR SEGUEM O CAMINHO,
ACOMPANHAM O VENTO IGUAL A UM BANDO DE PASSARINHOS.

GALHOS DE ÁRVORES CHICOTEIAM O VAZIO,
COMO BEIJOS LANÇADOS AO VENTO.
À PROCURA DE UMA BOCA A SER BEIJADA.

NO CAMPO A RELVA SE ERIÇA,
O VENTO A DESPERTA DA PREGUIÇA.
AS FLORES SÃO DESPETALADAS,
ASSIM IGUAL A MULHERES SENDO DESNUDADAS.

O VENTO VAGUEIA SEM DIREÇÃO,
PÁSSAROS FOGEM EM BUSCA DE PROTEÇÃO,
ASSIM COMO O MEU CORAÇÃO,
QUE QUANDO CAI A NOITE,
ABRIGA-SE NOS BRAÇOS DA SOLIDÃO


                                                           CHICO  GOUVEIA
      




               

TEUS OLHOS SÃO AZUIS DE RARA BELEZA,
PENA! QUE SÃO  LENTES DE CONTATOS,
FABRICADO PELA INDÚSTRIA CHINESA,
DURANTE O DIA ENCANTAS O MUNDO,
À NOITE SÓ A QUINA DA MESA,
NÃO ENXERGAS NADA  SEM ELAS,
QUE TRISTEZA.



                                           CHICO GOUVEIA




   Lá fora
            
OLHA LÁ FORA,
VÊ SE AS HORAS PASSARAM.
VEJA SE A LUA AINDA ESTÁ NO CÉU.
OLHE SE O SOL ESTA QUERENDO SAIR.
POIS PERDI A NOÇÃO DO TEMPO QUE ESTAMOS AQUI.

VIAJAMOS NO TEMPO, NAS HORAS,
ABUSAMOS DO AMOR, MINHA SENHORA.
GASTAMOS TODOS OS BEIJOS... E AGORA,
RESTARAM UNS POUCOS CARINHOS,
ALGUMAS CARÍCIAS, QUE GUARDAREI.
QUANDO NOVAMENTE VOLTAR,
EU LHE DAREI.

                                 Chico Gouveia


sábado, 24 de agosto de 2013

VAMOS PARA ESCOLA

VAMOS PARA ESCOLA.
VAMOS JOGAR BOLA,
FAZER COLA APRENDER PALAVRÃO.

VAMOS PARA ESCOLA,
OLHAR A PROFESSORA DIANTE DA LOUSA
BALANÇAR AS ANCAS,
ENQUANTO PASSA A LIÇÃO.

VAMOS PARA ESCOLA,
QUE A MERENDA HOJE E CARNE COM PÃO.
TEM SUCO DE GRAVIOLA, AMENDOIM,
TEM DOCE DE MAMÃO.

VAMOS PARA ESCOLA,
HOJE TEM BRIGA DE GANGUES,
VAI TER MUITO SANGUE ESPARRAMADO NO CHÃO.
VAI TER POLÍCIA, QUEM TIVER MALÍCIA...
NÃO PASSEIA DE CAMBURÃO.

VAMOS PARA ESCOLA, LEVANDO CARVÃO.
PIXAR AS PAREDES DO TETO AO CHÃO,
VER E OUVIR A DIRETORA FALANDO PALAVRÃO,
SE PERGUNTAREM QUEM FOI DIGA: EU NÃO!

VAMOS PRA ESCOLA,
TER UM FUTURO CERTO E SINCERO,
COM QUE ESTOU APRENDENDO.
MAMÃE: QUANDO CRESCER...
SER POLÍTICO EU QUERO.


                                        CHICO GOUVEIA