Translate

segunda-feira, 16 de novembro de 2015




Hoje o dia amanheceu tão quente,
acho que vai derreter meus dentes.
O riacho do fundo de casa já secou.
Meu pé de laranja Lima murchou.

Os passarinhos que voava ficam o dia inteiro na sombra,
Quem tentou voar se queimou.
Queria escrever sobre o planeta, mas com o calor, a carga da esferográfica estourou.
E o papel se encarquilhou.

Será que o sol ainda mais se esquentou,
O foi a Terra  que se aproximou mais do sol,
Querendo a nossa extinção,
Ou foi o homem que devagarzinho com tudo acabou.
Destruindo toda a floresta, e semeando tudo que não presta,
A vida não tem mais valor.

                                                 Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário