Translate

sexta-feira, 18 de julho de 2014


Naquela casa tem uma porta, também uma janela,
Onde fica a mãe da donzela.
Cuidando para que ninguém chegue perto dela.
Beijos na menina só aqueles que você tem que assoprar.

Na cidade tem uma praça, os bancos são de graça,
Qualquer um pode se assentar.
Só que todo começo de ano, o Prefeito,
Manda um carnê de imposto para você pagar.

Na cidade também tem um tribunal, advogados e Juiz.
Tem até uma cadeia, ficar lá até hoje ninguém quis.
Porque preso em uma jaula, ninguém pode ser feliz.
Pergunte ao meu casal de Perdiz.

Naquela casa tem uma gaiola, com um passarinho,
canta de tristeza por estar sozinho.
Canta e encanta muito, mas seu canto é de saudades
Canta querendo a liberdade.

Na cidade tem uma escola, que os alunos usam tubo de cola,
Muito papel, lápis e canetas.
Todas as professoras são bonitas, os alunos gostam de fazer caretas.
A Diretora é muito ranheta. 

Se eu lhe disser você não acredita,
O quadro negro não é negro, é uma lousa verde cor de capim.
Foi nela que aquela professora bonitona,
Deu um zero "pra" mim.

Um dia ela me perguntou: Onde ficava a Lua?
Apontei com o meu dedinho,
Para fim da rua. Ela não gostou.
E... me zerou.

Na cidade tem: casas, portas e janelas.Juiz, Prefeito e estudantes de Direito.
Mães de Donzelas, bancos, árvores na praça até o ar é de graça.
Tem passarinhos e gaiolas, alunos, professoras e escolas.
Tem frangos, galos e galinhas e muitos galinheiros.
Plantação de Mamões é até  Pinheiros em Pinheiros.

Quem estuda, se cuida e aprende,
Não se rende à vida correta, nunca na cadeia vai parar.
Também tem a minha Lua...Que com a minha professora faz eu sonhar.
Mesmo que ela me reprove sempre para casa dela vou apontar.

                                                                     Chico Gouveia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário