Translate

quarta-feira, 23 de julho de 2014


A beleza é sempre assim: a coincidência entre a eternidade e a despedida.
Aquilo que o amor deseja que exista eternamente
lhe escapa por entre os dedos, é água, e ele só
fica com o vazio.

                                               Rubem Alves







Nenhum comentário:

Postar um comentário