Translate

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014




Lembra daquele tempo que havia flores no jardim?
Havia pássaros, um beija-flor que pousava em mim.
Lembra das rosas, dálias, cravos e jasmins.
Lembra da inocência, da nossa felicidade enfim.

Mas crescemos e a vida caminha enfrente,
Nosso mundo se tornou tão diferente.
Acabou-se a inocência a indecência fez nos rodear,
Um mundo diferente tivemos que penetrar, 
Um mundo escuro sem a magia do jardim.

Vovó que cuidava de mim partiu, Papai e Mamãe também,
Maninha você casou e me deixou,
Fiquei só nesta casa, infância de tanta alegria, vida vazia.
Lembra das flores do jardim... morreram,
Lembra do jardim...secou.
Lembra do meu sorriso, se emudeceu. 
A minha tristeza tem regado um pé de Solidão que no 
meu peito nasceu.
É lembra daquele tempo...passou.
E eu fiquei.

                                               Chico Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário