Translate

terça-feira, 28 de outubro de 2014


"FADO DA MARIA, MINHA MARIA"

Sorri de mim... sarcasticamente.
Sorri de mim... fazendo pouco da minha dor.
Sorri de mim... apunhalando-me diariamente.
Sorri de mim... com a ironia de um falso amor.

Então sobes a ladeira Das Pedras,
Saltitando igual a uma cabrita;
Cantas fados da Amália, planejando a desdita,
De  me apunhalar com a adaga da perfídia.

"Maria vai com as outras" ,
De braços dados com a indecisão, não tem opinião,
Ouve mais atenta as amigas,
mas não ouve meu coração.

Cachopa desnaturada, sem rumo sem direção,
Os teus sentimentos estão nos pés,
Ou ainda não conheces paixão;
Ainda mais talvez nascestes sem coração.

                                Chico Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário