Translate

domingo, 9 de março de 2014


QUE SAUDADES DA MINHA TERRA!
DOS PINHEIROS ENTRE AS SERRAS,
DOS CAMPOS FLORIDOS DE ALECRIM,
LINDA TERRA QUE CRESCI.

 DAS ROSEIRAS DE ROSAS VERMELHAS, 
ENCRUSTADAS NOS JARDINS.
E A MENINA DE OLHOS TRISTES,
SERÁ QUE AINDA LEMBRA-SE DE MIM?

ROSE, ROSA MUITO VERMELHA
QUE SE ASSEMELHA,
A MARCA DO BATOM QUE DEIXOU EM MEU ROSTO.
O GOSTO DO AMOR QUE IMAGINAVA NÃO TER FIM.

MAS UM DIA O TEMPO PASSA
A GENTE CRESCE,
A FANTASIA IMAGINÁRIA DE CRIANÇA
SE ESVAI NA LEMBRANÇA
E NÃO VOLTA NUNCA MAIS.


Chico Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário