Translate

quarta-feira, 8 de julho de 2015



"Chutando Poeira"

Buraco no barranco é para ninho de canário.
Tronco oco de árvore e morada de canário.
Quem tem asas não pode viver solitário.
Gaiola não é casa de passarinho.
Por isso passo o dia chutando a poeira da estrada.

Nem vejo como o tempo voa,
Se não fosse o mar,
Iria de São Paulo chutando poeira até Lisboa.
Pedi para a minha professora me ensinar o "Beabá do Amor,"
Mas ela arrumou um namorado e nunca me ensinou.

Por isso vou chutando a poeira da estrada pela à vida a fora,
Sempre que posso corro para casa, entro para dentro,
Bato a porta e deixo a saudade de fora.

Coração não foi feito para guardar decepção,
Coração não é ninho para ilusão.
Coração é a casa do amor,
Para levá-lo aonde você for.
Sem tristeza e sem dor.

Gaiola não é casa de canário, Coração não ninho de ilusão,
Como é triste ser solitário.
Ouvindo o canto de um passarinho que entristece o coração.
Até hoje espero uma resposta do pedido que te fiz para namorar.
Mas me ignoras na rua. Até da vontade de chorar.
Com tantas mulheres neste mundo, justo de ti fui gostar.
Mas a culpa é da minha professora,
Que não me ensinou do amor... o beabá.

                                                                                      Francisco Gouveia



Nenhum comentário:

Postar um comentário