Translate

quarta-feira, 1 de julho de 2015



A vida não tem este direito, de sufocar meu peito
Com esta dor dilacerante chamada saudade.
A vida deveria ser mais atraente, me tratando diferente,
trazendo de volta quem está distante.
Mesmo que fosse por um só momento somente.

A vida me enganou, deu-me um grande amor
e depois tomou.
Foi um como o algodão doce, derreteu-se rápido,
iludiu-me com a doçura que perdura no paladar,
Sem o algodão estar.
Não conheço melhor ilusionista que a vida,
Cheia de artimanhas e sabe muito bem enganar.

                              Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário