Translate

terça-feira, 2 de setembro de 2014


A imagem poética de uma mulher semi-nua num banco de madeira
brilha num efêmero eterno momento de beleza e espanto.
Não há técnica para a delicadeza desse sentar.
O poeta só pode ver e sentir e admirar.

 Chico Gouveia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário