Translate

sábado, 31 de outubro de 2015



Entender a tua pretensa inocência,
Não tem ciência que dá para entender.
Com esses olhinhos de criança, o que realmente pensas?
Quando dá o bote e crava os dentes no corpo da gente,
E de prazer me faz sofrer.

                                                                       Francisco Gouveia

quarta-feira, 28 de outubro de 2015



Vou me embora, vou me embora,
Vou procurar o meu lugar.
Os meus caminhos não tem sul nem norte,
Ninguém pode me alcançar,
Só temo um dia que a morte possa me encontrar.

Vou decidido com o desejo certo,
Não me importo se destino é longe ou perto.
Não busco  opiniões ou futuro incerto. 
Eu busco é a minha felicidade mesmo estando longe ou perto.
Por isso não lho para trás para não perder o destino correto.

                                                         Francisco Gouveia

terça-feira, 27 de outubro de 2015



Onde você está? Meus olhos não te alcançam mais.
O teu perfume se dissipou no vento da distância.
Teu olhar é uma mera lembrança.
Teu corpo uma sombra na passagem do sol.

Um canto de pássaro, um sorriso de criança,
Um alento, uma esperança.
Coisas simples que ainda me faz sentir  vivo,
Olhando para o futuro, para o fim do dia,
Quem sabe você voltará e trará de volta,
A felicidade que deixei escapar.

                                         Francisco Gouveia

quinta-feira, 22 de outubro de 2015



EU  QUERO

Eu quero andar pela estrada que sempre quis.
Realizar todos os meus sonhos e ser feliz.
Andar pelo arco-iris e buscar o meu tesouro,
Que não é de ouro...
É ter alguém que me ame e que queira ser amado.

Quero andar na estrada da felicidade,
Andar bem devagar sem sentir o peso da idade.
Aproveitar o amor e a amizade,
Abraçar e ser abraçado.
Olhar em todos os olhos com sinceridade,
Ganhar sorrisos e se sentir amado.

A vida é uma só,
Passa muito rápida e de ninguém tem dó.
Viver parado num só lugar é vida perdida vazia e sem sentido.
Temos que amar e sermos amados.
Ódio, ira, rancor e com todo desamor,
Quem viveu assim não viveu... Vegetou.

                                                                             Francisco Gouveia

quinta-feira, 8 de outubro de 2015


MOÇA

Moça dos olhos azuis eu quero você.
Minha alegria, minha simpatia,
minha paixão é você.
Meu coração dispara, minhas pernas amolecem quando os meus olhos te vê.
Moça dos olhos azuis não sei teu nome,
mas amo você.

Gostaria de ter um dedo prosa,
Sentir de perto o perfume de rosas que exalam do teu corpo,
Me sentir meio morto. olhar nos teus olhos e apreciar teu rosto,
E sentir como é delicioso viver.
Lhe dizer do meu desejo secreto que é amar você.

Moça dos olhos azuis eu quero você.
Minha alegria, minha simpatia,
minha paixão é você.
Meu coração dispara, minhas pernas amolecem quando os meus olhos te vê.
Moça dos olhos azuis não sei teu nome,
mas amo você.

                                    Francisco Gouveia



AMIGA

Ela diz que é minha amiga,
E tem um grande coração.
Mas cuida muito da minha vida,
Dela, tenta de mim tomar a direção.

As minhas costas estão feridas,
Por flechas atiradas por sua preocupação.
Diz que é minha amiga,
Mas fala tanto de mim pelas costas,
Que estou duvidando de sua predileção.

                                                                 Francisco Gouveia

quarta-feira, 7 de outubro de 2015



Ribeirão

A  Lua lá no céu,
Saudades do teu olhar.
Dos lábios que beijei.
Mas agora distante está.
Minhas lágrimas se tornaram em um Ribeirão.
Que desaguam no lago da tristeza...
Do meu coração.


                                       Francisco Gouveia