Translate

quinta-feira, 10 de setembro de 2015




A luz do teu olhar alegra o meu viver.
É a luz que ilumina a minha vida, me dá  alegria
e não deixa eu sofrer.
O teu sorriso é a luz do meio dia, porque todos os dias
nunca vão escurecer.

Alguns lutam para ir ao Paraíso,
Mas cheguei ao Paraíso quando conheci você.
Meu céu estrelado, tem a maior e mais bela estrela,
E essa estrela que faz eu viver.
A luz do teu olhar que alegra meu viver.

                                   Francisco Gouveia

terça-feira, 8 de setembro de 2015





Dorme meu benzinho, para um alegre despertar,
Sonha colorido pois o mundo está a te esperar,
Aqui fora é tudo escuro, traga muitas cores para nos alegrar.
O útero parece escuro, mas é o melhor lugar que há,
Aqui às vezes a tristeza toma lugar da felicidade
e a dor no coração vem habitar.
Dorme meu benzinho,  dorme feliz antes de nascer.
O íntimo do ventre da mãe é o melhor lugar que se pode ter.

                             Francisco Gouveia

domingo, 6 de setembro de 2015



Quero

Não me deixe mudo neste mundo,
Fala não te cale, não emudeça não me entristeça.
Não apague este sorriso eu preciso de um alento no meu peito,
Eu também tenho direito de amar.

Quero ser a tua pele, tua respiração, a batida do teu coração.
Quero ser o teu amor a tua paixão.
A lingerie colada no teu corpo, o suor do rosto,
O teu prazer, os teus suspiros...eu quero morrer de amor.

                                  Francisco Gouveia

sexta-feira, 4 de setembro de 2015


Entre os Pinheirais


Onde está você, que escondeu-se entre os Pinheirais?
Onde está o brilho dos teus olhos que não vejo mais?
O vermelho carmim dos teus lábios ainda estão tatuados em mim,
A saudade que sinto não tem fim.

Onde está você, que os meu olhos não conseguem ver?
O meu coração quer me abandonar para te procurar.
Onde esta?  Onde está?
O amor que um dia você me prometeu e disse que era meu.
Onde esta você escondida nestes Pinheirais?
Pássaros ao meu redor cantam em madrigais  tristes e dolentes.
Eu não suporto mais de amor estou ficando doente.


                                               Francisco   Gouveia

quinta-feira, 3 de setembro de 2015



Esperança Morta



Meu sonho é atravessar o grande mar. e
chegar a outro lugar onde o mal não pode me encontrar,
Ser feliz, sorrir e amar.
Viver como se deve viver livre da ganância e egoismo,
daqueles que roubam tudo para si, 
e nos deixam somente a morte e a pobreza,
fome e a sede pela sede do poder.
Eu quero viver, viver e atravessar o mar,
em busca da sorte.
Mas será que o destino vai deixar?

                                           Francisco Gouveia

quarta-feira, 2 de setembro de 2015



Vadia, chama a atenção nas ruas de Damasco.
Balança o corpo igual a uma boneca, saltita como um moleca.
Boneca da Rua Direita meus olhos te espreitam.
Eu quero você para mim, quero me deleitar da tua alegria,
E descobrir  de onde vem essa felicidade e qual é a magia.
Do brilho dos teus olhos e este sorriso que contagia.

                                                                Francisco Gouveia


terça-feira, 1 de setembro de 2015



DAYSE

O vento rasteiro do campo acaricia a relva verde,
Balançando os caules do capim fresco molhados pelo orvalho.
As margaridas parecem sorrir ao receber o afago do vento.
Os pássaros deslizam ao sabor das ondas do ar.
A Natureza, a natureza do teu olhar.
A Primavera dos teus lábios, sabor de cereja do inverno que
me convida em teu corpo me esquentar.
Sentir o teu calor e amar...e amar.

                                                                                    Francisco Gouveia