Translate

segunda-feira, 7 de agosto de 2017




São só...

São só dez horas da manhã, eu vou embora
até amanhã.
Antes que o sol queime a relva umedecida
pela neblina do inverno.
Os pássaros escondidos não começaram a cantar,
está frio lá fora. Mas eu vou.
E voltarei para o aconchego dos teus braços,
pelos carinhos dos teus beijos,
E o calor do teu corpo amor. Eu voltarei!
Para baixo do teu cobertor.


                                                        Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário