Translate

terça-feira, 27 de dezembro de 2016





QUANDO!

Ela bateu na porta e pediu para entrar.
Entrou trazendo cinco malas com consigo e se assentou.
Pediu para ficar um pouco e nunca mais saiu.

Disse que me observava há muito tempo,
E eu nunca lhe prestei atenção,
Nem mesmo um olhar em sua direção.

Por mim se apaixonou,
Que eu tinha lhe tomado seu coração,
Acontecesse o que acontecer, ela não me deixava mais... Não.

Depois de trinta anos conto esta história,
Muitos não querem acreditar.
Mas ela esta aqui bem ao meu lado para comprovar
É.

O amor é cego, ou é cego quem não quer ver.
O amor nasce de onde não se pode entender ou esperar,
Mas ele vem sempre na hora certa se tem esperança e se não desvanecer.

A sua cara metade, seu par está onde você menos espera,
Ela ou Ele andam por ai meio perdido.
Eles baterão a sua porta, pedindo para entrar, em seu coração, abra bem os ouvidos. 
Os ouvidos do amor.
                          
                        Francisco Gouveia


Nenhum comentário:

Postar um comentário