Translate

sexta-feira, 21 de outubro de 2016






P L A C E B O

Já não te agüento de tanto fingimento,
Já não te agüento de tanto sofrimento.
Já não te agüento.


Teu amor já foi  remédio hoje não serve de ungüento.
Quanto descaramento, quanto engano,
Tentas me enganar com a cortina da traição.
Cegar-me furando o meu coração.

                      Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário