Translate

quinta-feira, 25 de agosto de 2016




LÁ NO ALTO DA COLINA
Fiz uma casa pequenina, lá no alto da colina.
Onde a Lua faz morada e me faz sonhar.
Bem junto às estrelas que brilham como o teu olhar.
Fico absorto sonhando com teu corpo, desejo de amar.

Quando amanhece o dia, os raios do sol vêm me olhar,
Desejando-me um bom dia, um dia de alegria para trabalhar.
Os pássaros em doce sinfonia cantam todo dia para me alegrar.
Assim despercebido passo o dia de labor,

Quando cai a noite sinto saudades do meu amor.
Na casa pequenina, lá no alto da colina.
Onde a Lua faz morada e faz sonhar.
Bem junto às estrelas que brilham como o teu olhar.

Fico absorto sonhando com teu corpo, desejo de amar.
Mas você não está mais aqui,
O remédio é chorar.
                                                                     Francisco Gouveia


Nenhum comentário:

Postar um comentário