Translate

segunda-feira, 27 de junho de 2016



NA LADEIRA PORTO GERAL!


Ladeira Porto geral, uma travessa, uma descida.
Na gigante cidade de São Paulo, uma rua quase perdida.
Mas rica, lojas de jóias e bijuterias ouro e lata.

Descendo a Ladeira meus olhos fitaram uma linda mulata,
Um encanto de morena,corpo torneado, boca pequena.
Ela também me olhou, olhar sutil, sorriso angelical,

Meu coração foi a mais de mil batidas por segundo,
De mim tomou conta, em segundos a paixão.
Aquele olhar de terrível atração.

Quando me aproximei quase morri de decepção,
Aquele enorme pomo-de-Adão,
Não era uma morena!
Era um negão.

Baixei a cabeça disfarcei, entrei na Loja da China.
Para atendente menina,
Pedi: "Um lanche e uma vitamina"

Ela me disse:" Aqui só se vende fantasias".
Disse eu: "Então me dê uma com asas,
Quero voltar voando para casa"

                                                                     Francisco Gouveia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário