Translate

domingo, 19 de junho de 2016


ESSA NÃO!

Fui ao meu roseiral colher umas rosas amarela,
Daquelas  que não se tem igual.
Para levar  e agradar a minha namorada.
Mas não havia mais nada, me fizeram um mal.

Fui assim mesmo sem levar nada,
minha namorada me xingou, ficou invocada.
Eu lhe expliquei que as rosas que ia lhe dar foram roubadas.
Ele sorriu e não me disse mais nada.

Entrei na casa, sentei no sofá para namorar,
quase cai de costas, pois vi as rosas postas,
em um vaso  em cima da mesa.
E a mãe dela a gargalhar.

                                       Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário