Translate

sábado, 12 de março de 2016




VAI !


Guarda o teu amor bandido, só para ti.
Guarda a tua falsidade em tua mala, e vai.
Fico aqui com meu chá de mágoa, roendo o biscoito da solidão.
Banho-me nas minhas lágrimas.
Para quê água?


A vida é tão curta, curta a sua traição.
Orgulho também mata, da morte ninguém escapa.
Superioridade, vaidade e a beleza,
Foge pelo cotidiano. Escapa.
Os dias, os anos deixam marcas, não são somente rugas.
Culpa na consciência e amargura no coração.

Guarda o teu amor bandido, só para ti.
Guarda a tua falsidade em tua mala, e vai.
Fico aqui com meu chá de mágoa, roendo o biscoito da solidão.
Banho-me nas minhas lágrimas.
Para quê água?
Mas tenho a consciência tranquila,pois ainda vejo
a luz da felicidade vindo em minha direção.

                                                                                                Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário