Translate

terça-feira, 29 de março de 2016



SOLITÁRIO


Eu estou tão sozinho, nem mesmo uma pedra no caminho,
Para que eu possa tropeçar.
Solitário, sem amor e sem carinho,
Sem amizades, ninguém para que possa conversar.
Me encontro no topo de um monte,
Onde ninguém pode me alcançar.
Estou entre as nuvens, sem asas, sem saber voar.

Minhas noites são até mais claras, Tenho as estrelas perto de mim.
A lua, estrelas cadentes riscam o  meu céu,
Tentam me inspirar e me fazer sorrir,
Mas a minha vida é um fel,
Nem mesmo aqui perto do céu, vou subsistir. 

                                                                                Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário