Translate

sexta-feira, 15 de maio de 2015



A nossa vida parou em qualquer lugar,
Numa estação qualquer.
Faltou combustível... Amor.

Tentamos, tentamos e quase conseguimos,
Mas a locomotiva estacionou.
Faltou cumplicidade.

Todos nossos desejos, sonhos saíram dos vagões,
Nos abandonaram, acabou-se a nossa intimidade.
Tornamos estranhos, frios insensíveis a nossa relação.

O trem de nossa vida vai dar partida,
Apenas um irá.
Nem lágrimas o acompanhará. 
Ficará também um aceno de despedida.

                                                                Francisco Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário