Translate

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015



O vaga-lume tem pisca-pisca no rabo.
De rir eu me acabo de vê-lo piscar.
O meu amor que não é boa-bisca, Aí!
Me belisca, mandando eu parar.

Mosquitinho elétrico engraçado,
Dá seta para todos os lados,
Mas não sabe para onde vai entrar.
E eu só fico observando e rindo à toa sem parar.

São coisas do verão, que só quem tem percepção, pode observar.
A criação e a criatura, coisas de nossa cultura,
Que não se pode relevar.
Aves que nascem na Primavera, mas é no verão que elas vem desabrochar.
Os insetos aproveitam o verão para se proliferar.
Pernilongo doidinho, já vem de canudinho prontinho para me chupar.   

Eu e meu amor aproveitamos o calor só para namorar.
Deitados na rede.
Não tem fome nem tem sede,
Que faça a gente se levantar.
Aqui não tem Internet nem telefone,
E o meu sobre-nome é ...eu quero te amar.Aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário