Translate

quinta-feira, 13 de novembro de 2014


O trem da vida ontem partiu,
O seu passageiro mais dileto foi a felicidade
de alguém que escapou e ninguém viu.
Levou em sua bagagem também o amor e a esperança.
Seu dono procura os fugitivos choram igual uma criança.

O trem percorre seu trajeto em grande velocidade,
Se distanciando cada vez mais,
A maldosa felicidade nem olha para trás.
Em algum lugar ficou um coração partido. 
Talvez a felicidade não volte nunca mais.

                             Chico Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário