Translate

quarta-feira, 6 de agosto de 2014


Ela vem com às sombras da noite, pousa na minha cama.
Como uma mariposa e descansa em meu travesseiro.
Desnuda o corpo inteiro, seus olhos piscam como um vaga-lume.
O lume dos seus lábios me acende, me efervesce.
Alguma parte do meu corpo cresce, ela me toca como violinista,
Pegando uma corda de cada vez deslizando suavemente, 
buscando um acorde, uma melodia...e geme
A sua melodia deslizando o arco de coxas perfeitas.
Os seios coordenam com maestria o caminho para minha boca
Sugar e sugar.
Mas...são apenas delírios da noite, fantasmas da arte de se desejar.
Nada mais que sonhar.

                                                       Chico Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário